14 / 01 / 2017

GT86: o Toyota esportivo com motor da Subaru

14_tgt86 01

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, gosta de repetir essa frase: “Se não é divertido de dirigir, não é um carro”. Tomando essa filosofia como base, a marca japonesa desenvolveu o Toyota GT86, que aqui você confere já na configuração ano/modelo 2017.

14_tgt86 02

14_tgt86 13

Ele se junta a dois carros marcantes da Toyota que deixaram suas significativas chancelas na parte esportiva da história dessa empresa: o 2000GT e o Corolla AE86.

14_tgt86 03

14_tgt86 04

Motor Subaru >> Com carroceria cupê, tamanho compacto e peso considerado leve, o GT86 enquadra-se nos moldes de um carro esporte clássico, inclusive por oferecer motor na dianteira e tração nas rodas traseiras.

14_tgt86 05

Em parceria com outro renomado fabricante nipônico, a Toyota adotou para esse veículo um motor Subaru “boxer” (cilindros horizontalmente opostos) 2.0 aspirado de 4 cilindros. Para conseguir uma melhor resposta do acelerador, além de ligeira adoção de potência e torque nessa unidade, a Toyota incorporou a sua tecnologia de injeção direta de combustível D-4S ao motor.

14_tgt86 06

14_tgt86 12

Afinação >> Para chegar ao padrão de qualidade atual de performance, durabilidade e conforto, segundo a Toyota, o GT86 foi testado em estradas comuns, pistas de corrida e percursos de rali. A maior ´prova de fogo´ do esportivo ocorreu nas “24 horas de Nurburgring”, corrida disputada, também, pela equipe Toyota Gazoo Racing. Na configuração GT8 CS-R3, o modelo foi homologado para competir em todos os níveis, inclusive no disputadíssimo WRC, campeonato mundial de rali.

14_tgt86 07

Direção mais “crua” >> Uma das maiores preocupações da Toyota no novo GT86 (2017) foi oferecer ao condutor um padrão de dirigibilidade com o mínimo de intervenções eletrônicas nos controles de tração e estabilidade do veículo. A adição do modo ´Track´, por exemplo, remove uma camada de tecnologia deixando o motorista com maior autonomia ao volante e, consequentemente, recebendo doses mais gratificantes de diversão.

14_tgt86 08

14_tgt86 09

Estilo >> Em termos de design, o novo cupê não tem grandes alterações em relação aos moldes originais do GT86, mas sim, amadurece um estilo já estabelecido. As mudanças incluem novo grupo óptico frontal com faróis de LEDs (com luzes diurnas integradas), um “nariz” do capô um pouco mais baixo e para-choque dianteiro refeito. E na traseira há um spoiler até bem radical em relação ao desenho geral do carro.

14_tgt86 10

Por dentro >> O interior também ganhou melhorias, ampliando o luxo da cabine. A Toyota usou novos materiais de guarnição de portas e teto e, em alguns detalhes, adotou o couro e o tecido ´Alcântara´, revestimento em alta em qualquer carro realmente esportivo da atualidade. Com apenas 36,2 cm de diâmetro, o volante do GT86 é o menor feito até hoje para um carro de produção da Toyota.

14_tgt86 11

14_tgt86 14

Performance >> A marca atesta que o seu esportivo compacto é capaz de acelerar de 0-100 km/h em 7,6 segundos. Seu motor boxer de (exatos) 1.998 cm³ rende 200 hp de potência máxima e torque de 20,5 kgf.m. Ele pode vir com caixas de câmbio manual ou automática, ambas de 6 marchas. (Fotos: divulgação)

14_tgt86 15

1 Comentário

  1. ewerton disse:

    Creio que a fama positiva da Toyota chegou ao fim. Eu mesmo adquiri um Corolla em outubro de 2016 e até hoje (20/01/17) eles não entregam. Ligo constantemente no SAC Toyota, e eles nem passam a data que vão entregar. O que podemos falar de uma empresa que vende e não entrega??? Não sei se é coincidência, mas o novo presidente dela no Brasil veio da Toyota da Venezuela. Talvez ele pense que o Brasil é a Venezuela e acha que pode vender e não entregar!!!!

Deixe seu comentário