24 / 11 / 2017

Infiniti QX-50, o primeiro carro com taxa de compressão variável

24_iqx 01

A marca Infiniti – subsidiária de luxo da Nissan – vai apresentar no Salão de Los Angeles (1 a 10 de dezembro) uma inovação que já está sendo considerada a mais criativa dos últimos tempos. O novo SUV médio Infiniti QX-50 (ano/modelo 2019) será o primeiro automóvel do mundo a oferecer motor com taxa de compressão variável.

24_iqx 02 24_iqx 03

Versatilidade >> O propulsor ´VC-Turbo´ é inédito nesse avanço espetacular de funcionamento, que une o bom desempenho com a máxima eficiência de consumo de combustível. O QX-50 virá equipado com um propulsor 2.0 de 4 cilindros a gasolina que desenvolve um torque tão alto quanto o de uma unidade de maior tamanho alimentada por óleo diesel.

24_iqx 04

Como funciona? >> Um sistema de ligações múltiplas na base dos pistões, aumenta ou diminui de forma contínua o alcance dos mesmos para transformar a taxa de compressão de acordo com a demanda do acelerador. Altos índices de compressão ajudam na eficiência, enquanto os baixos índices permitem maior potência e torque. O motor VC-Turbo oferece qualquer taxa de compressão entre 8:1 (para desempenho) e 14:1 (para eficiência), maximizando o padrão de consumo e melhorando a força em todas as faixas de rotação.

24_iqx 05

Mais economia >> Segundo os dados técnicos antecipados pela Infiniti, o esquema tornará o modelo QX-50 entre 35% (versão com tração apenas no eixo da frente) e 30% (configuração 4X4) mais econômico do que o QX-50 anterior, que tinha propulsor V6. O motor de 268 hp de potência e fenomenais 38,7 kgf.m de torque, funciona em parceria com uma transmissão continuamente variável (CVT).

24_iqx 06

Mais inovações >> Outra novidade em destaque no Infiniti QX-50 é a introdução de uma nova plataforma que reúne as conhecidas tecnologias “ProPilot”, já presentes nos mais recentes carros da Nissan lançados na Europa, como o Leaf e o Qashqai, por exemplo.

24_iqx 07

O modelo é bem espaçoso (comporta até 5 pessoas) e tem enorme capacidade de carga, que pode chegar aos 1.699 com os assentos traseiros rebatidos. A inovação já está agitando as redes sociais, sendo apresentada por especialistas em engenharia mecânica como a invenção automotiva mais importante das últimas três décadas. (Fotos: divulgação)

24_iqx 08

Deixe seu comentário