23 / 12 / 2016

Alta tecnologia: Audi se conecta com os semáforos nos EUA

A cada dia que se passa, os degraus rumo à implantação dos veículos autônomos são conquistados. A Audi está implementando um projeto nos Estados Unidos aonde os seus carros (por enquanto, apenas dois modelos) interagem com exatidão com os semáforos da cidade. O motorista pode visualizar no painel do sedã A4 ou do SUV Q7 se, conduzindo o veículo naquela velocidade, conseguirá chegar ao próximo semáforo ainda com a luz verde ou se precisará calibrar o seu movimento para atingir esse objetivo.

O foco do projeto da Audi chamado de ´Informação de Luzes de Tráfego´ apresenta-se como uma possibilidade inteligente de se diminuir os congestionamentos e, mais importante do que isso, diminuir a poluição oriunda do ´pára e anda´ dos veículos nos semáforos. Sem dúvida, esse tipo de ação abrevia a realidade da sonhada condução autônoma automotiva. O experimento – chamado de Tecnologia V2I – já está em atividade na agitada cidade de Las Vegas, EUA.

A Audi of America está cooperando com diversas cidades na América do Norte para atualizar a infraestrutura para o recebimento da tecnologia V2I. “Pela primeira vez os nossos carros estão trocando dados em tempo real com a infraestrutura de tráfego. Os motoristas podem adaptar o seu comportamento à situação e conduzir o veículo de uma forma muito mais relaxada e controlada”, ressaltou Andreas Reich, diretor de pré-desenvolvimento de eletrônicos da AUDI AG.

Desde junho de 2016 que todos os modelos Audi A4 e Q7 produzidos para o mercado norte-americano e equipados com o Audi Connect, já têm essa função de interatividade com os semáforos a bordo. No Audi virtual cockpit ou no head-up display, os motoristas podem ver se alcançarão a próxima luz verde do semáforo viajando dentro do limite permitido de velocidade. Caso não seja possível, uma contagem regressiva do tempo restante até a próxima fase verde é fornecida e os motoristas podem tirar o pé do acelerador no momento certo, adequando a sua viagem. A marca alemã diz que pretende introduzir a mesma tecnologia na Europa. (Fotos: divulgação)

Deixe seu comentário