14 / 09 / 2017

////

14_pcf140917

:::::

ANTIGOS – Se você gosta de carros antigos e quer matar a saudade da época em que as máquinas pareciam ter alma…, não pode perder a 1ª edição do “Cajueiro Old Cars”, que acontecerá na agradável cidade interiorana de Cajueiro (AL) na próxima semana no dia 24 de setembro, um domingo.

PROMOÇÃO – O evento será promovido pelo empresário Antônio Guimarães (nosso amigo Zu) em parceria com o Clube do Automóvel Antigo de Alagoas e com o apoio da prefeitura local. O objetivo é promover a cultura, em especial do ´antigomobilismo´, o turismo e, consequentemente, o desenvolvimento da região. Fugindo um pouco dos moldes tradicionais dos outros eventos do ramo, que escolhem os vencedores da exposição baseados apenas nas avaliações dos juízes, o Cajueiro Old Cars vai promover a participação do público, que também terá a oportunidade de escolher o melhor carro da mostra. O organizador do evento diz que, anualmente haverá uma homenagem a uma personalidade do mundo automobilístico em Alagoas.

MAIS – Cada carro participante do evento levará para Cajueiro uma cesta básica para ser doada para uma entidade filantrópica da cidade. Mais do que um desfile e uma exposição de carros antigos, o avento terá outras atrações para o público que comparecer. Não perca! Domingo, dia 24 de setembro.

RECARGA – Os US$ 2 bilhões que a Volkswagen terá de investir nos Estados Unidos como pagamento do escândalo chamado “DieselGate”, está se tornando realidade na forma de uma série de postos de recarga rápida de carros elétricos em Washington. Os postos estão sendo construídos por uma nova subsidiária da VW, criada como parte do pagamento devido à California Air Resources Board (CARB, diretoria de recursos aéreos) e à US Environmental Protection Agency (EPA, agência americana de proteção ao meio ambiente) por fraude em testes de emissões de veículos a diesel.

INÍCIO – Como primeira parte do programa, serão instalados 50 postos de novíssima tecnologia de 50 kW em propriedades de dez supermercados espalhados pelo país, incluindo Boston, Chicago, Denver, Houston, Miami, Nova York, Philadelphia, Oregon, Seattle e Washington, todos agora em setembro.

MAIS LONGE – De acordo com a EPA (agência de proteção ambiental americana), o novo veículo Tesla (modelo S) teria um raio de ação de 416 quilômetros após receber recarga máxima nas suas baterias, enquanto o Chevrolet Bolt teria apenas 383 km de autonomia. Nos primeiros testes independentes, porém, feitos pela agência não governamental Consumer Reports (dona da revista do mesmo nome) os resultados foram opostos: o Bolt fez 402 quilômetros e Tesla S não passou de 378 km… Os testes do Consumer Reports são feitos em condições ‘mistas’, enquanto os da EPA no caso procuravam apenas o máximo alcance de suas baterias, característica dos carros elétricos que os coloca sempre na primeira posição de preocupação dos possíveis compradores.

FUTURO – Os carros elétricos em mercado ainda são bastante mais caros do que os dotados de motores a combustão interna, mas quase todas as projeções atuais os colocam como os preferidos dentro de duas décadas. Como sempre na história, os mais avançados são lançados antes a preços mais altos, mas com o tempo, com a produção feita em larga escala, a tendência do mercado é abaixar os preços. Isso aconteceu com os Airbags, lembra? Na década de ´90 um par de Airbags comprados como equipamentos opcionais chegava a custar R$ 15 mil!

NO AR – A pequena fábrica norte-americana de aeronaves Eviation, trabalha forte na construção de uma aeronave elétrica capaz de transportar quase silenciosamente nove passageiros a mil quilômetros de distância em duas horas e meia de viagem. “Alice”, nome da aeronave em desenvolvimento, possui bateria de íons de lítio de 980 kWh. Sua propulsão é distribuída com uma hélice central traseira e duas hélices (uma em cada ponta de asa), minimizando o arrasto aerodinâmico.

OUTRO ELÉTRICO – Honda aproveita o Salão de Frankfurt 2017 para revelar um novo veículo elétrico, o Conceito Urban EV. Segundo a marca nipônica, o carro é construído numa plataforma completamente nova e tem como proposta a mobilidade ´limpa´ e com baixíssimo custo de manutenção. O presidente e CEO da Honda Motor Company, Takahiro Hachigo, afirmou que o modelo estará à venda na Europa em 2019.

Deixe seu comentário