16 / 08 / 2018

////

16_pcf160818

:::::

FORAElon Musk, o multimilionário que é proprietário da marca Tesla (de carros elétricos) e também da empresa ´Space X´ (exploração espacial), anunciou na sua conta da rede social Tweeter, que vai retirar a Tesla da Bolsa de Valores norte-americana. Ele também deixou claro que “está em conversações” com um fundo de investimento público da Arábia Saudita. O dinheiro vindo desse grupo garantirá o financiamento de todos os projetos em andamento da empresa californiana.

INCÓGNITA – Musk, como todo investidor nato, não é de se apegar a nada. Seu foco é o lucro e também os novos negócios. O tal fundo saudita adquiriu recentemente dois bilhões de dólares em ações da Tesla, alegando ´interesse e necessidade de diversificar os negócios além do petróleo´. Não se sabe, no entanto, se o bilionário fundo de investimentos do oriente médio está de olho na Tesla para adquiri-la e dar continuidade à empresa ou, simplesmente, fechá-la…

MAIS As firmas de Elon Musk têm por hábito fabricar algumas edições limitadas de produtos que nada têm a ver com o seu negócio principal, que são os carros. A Tesla, por exemplo, nesse instante decidiu lançar a sua primeira prancha de surf! Serão apenas 200 unidades fabricadas em fibra de carbono. O preço será de 1.283 Euros, algo em torno de R$ 5.700. Pensando na valorização do produto, muita gente encomendou a prancha e já está revendendo no eBay por 5.000 Euros!

PERDAS E GANHOS Empresa alemã Börse Express divulgou estudo que avalia perdas e lucros dos fabricantes automotivos. Existe uma equação que envolve os investimentos que uma marca tem que fazer para gerar inovações e tentar abaixar os custos de processo produtivo. Nesse mesmo processo, avalia-se a capacidade de fabricar um grande número de automóveis e entregar aos clientes. A inglesa Bentley, por exemplo, tem um prejuízo médio de 17.000 Euros em cada carro que vende. Já a Ferrari consegue um lucro de 280.000 Euros em cada esportivo vendido! As alemãs Porsche, Mercedes-Benz, Audi e BMW, seguem com lucratividade alta.

PNEUS DE MADEIRA?! – Sim, isso mesmo! A francesa Michelin anunciou que já está testando os primeiros pneus derivados de restos de madeira. Assim como os veículos elétricos estão ganhando força e se distanciando do uso de derivados de petróleo como combustível, os pneus (também feitos com petróleo) estão no mesmo caminho. A Michelin vai produzir ´elastômeros´ com base no óleo retirado de aparas de madeira, para depois utilizar esse composto nos pneus. Esses polímeros com propriedades elásticas da borracha, serão ecologicamente corretos e tão resistentes e eficazes quanto um pneu ´comum´, que utiliza 80% de petróleo. A incrível novidade – feita com restos de madeira descartados pela indústria – deverá chegar ao mercado já em 2020.

NO ARA empresa Opener – fabricante de aviões elétricos há quase uma década – já está ofertando para alguns clientes, voos de ´test drive´ do seu novo aparelho voador denominado ´BlackFly´. Espécie de drone gigante do tamanho de um carro compacto, ele decola e pousa verticalmente, tem capacidade para apenas uma pessoa e sua autonomia é de 46 quilômetros percorridos a uma velocidade de 115 km/h. Pronto pra ser comercializado, o BlackFly já passou por 1.400 voos de teste com sucesso (sem acidentes), num total de 22 mil km de avaliações.

EM SETEMBRO Ferrari anunciará no próximo dia 17 de setembro um novo esportivo. A marca italiana já apresenta em seu site (numa zona reservada apenas aos seus clientes), um enigmático teaser com uma imagem pouco reveladora, acompanhada da mensagem ´Icona Ferrari´. O nome do novo bólido, no entanto, não deverá ser esse e sim, ´812 Monza´.

Deixe seu comentário