15 / 06 / 2017

570S Spider 2018, o McLaren mais acessível de todos

15_mc s (1)

A britânica McLaren já colocou à venda nos seus 80 pontos de distribuição pelo mundo, o novíssimo 570S Spider (ano/modelo 2018). O bólido, que tem tabela de preços (a partir…) de US$ 208.000 nos Estados Unidos, é o esportivo mais em conta da marca inglesa feito até agora. Ele chega a ser entre 120 e 260 mil dólares mais barato do que as versões cupê e GT, apesar de possuir praticamente todos os atributos tecnológicos e performance mecânica idêntica à essas duas configurações.

15_mc s (2)

Dois em um >> A grande vantagem da carroceria do 570S Spider (que é um meio termo entre um conversível e um targa) é a combinação do dinamismo excepcional do cupê 570S com a diversão extra da condução ao ar livre.

15_mc s (3)

Montado manualmente em Woking (Inglaterra), o novo esportivo tem construção em fibra de carbono e desempenho extremo, característico da marca multicampeã na Fórmula 1.

15_mc s (4)

Céu aberto >> O mecanismo completo do teto rígido retrátil pesa 46 kg; e o acionamento para abrir a capota leva apenas 15 segundos e pode ser feito com o carro em movimento até os 40 km/h. O modelo é montado com o mesmo chassi ´MonoCell II´ totalmente configurado em fibra de carbono.

15_mc s (5) 15_mc s (6) 15_mc s (7)

Segundo a McLaren, ele não sofreu nenhuma modificação ou ação estrutural adicional em relação aos outros carros da marca, portanto, o desempenho e o equilíbrio do Spider é praticamente idêntico ao do cupê com teto completamente fixo.

15_mc s (8)

Som da alma >> Para se conter o grande fluxo de ar dentro do habitáculo, há um defletor de vento que pode ser eletronicamente levantado ou abaixado via botão, proporcionando maior conforto a bordo. Quem deseja desfrutar de um som especial do escapamento, pode pagar, opcionalmente, por um sistema esportivo que canaliza o barulho de exaustão do motor para dentro da cabine.

15_mc s (9) 15_mc s (10)

Desempenho >> A combinação de uma construção muito leve com um motor V8 de 3.800 cm³, proporciona uma relação muito especial de alta performance. Posicionado atrás dos dois assentos, o propulsor McLaren M838-TE com dois turbocompressores, produz 570 hp de potência máxima aos 7.400 rpm e torque de 60 kgf.m.

15_mc s (11)

A administração dessa força é feita por uma caixa de câmbio automática (rápida e suave) de sete velocidades. O resultado é muito satisfatório: aceleração de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos e a 200 km/h em apenas 9,6 segundos. Com o teto fechado a velocidade máxima é de 328 km/h e com a capota abaixada, o Spider atinge 315 km/h.

15_mc s (12)

Controle excepcional >> Apesar de muito forte e preparado mais para as pistas do que para o uso urbano, esse McLaren tem um nível de conforto acima da média. Sua suspensão emprega molas de aço com amortecedores adaptativos e barras anti-torção. A carroceria é extremamente firme e é possível escolher três modos de condução: Normal, Sport ou Track, variando entre possibilidades de conforto para a cidade e a radicalização ao volante em alta velocidade.

15_mc s (13)

O pacote é complementado com rodas de 19 polegadas na frente e 20” atrás, pneus Pirelli P Zero Corsa, freios de carbono/cerâmica, direção eletro-hidráulica e todos os tipos de controles eletrônicos disponíveis no mercado (tração, torque e estabilidade). Dentre 20 opções de cores disponíveis para o carro, a Mclaren disponibiliza mais três pinturas no lançamento do 570S Spider: Azul Curacao, Azul Vega e Amarelo Sicilian. (Fotos: divulgação)

15_mc s (14)

Deixe seu comentário