04 / 12 / 2012

Ford Ecosport ganha tração 4X4 e câmbio automático

Lançado oficialmente no Brasil em agosto de 2012, o Novo Ecosport finaliza o ano com a sua linha completa. A Ford já começou a fabricar duas novas versões do utilitário esportivo. Uma vem equipada com a inédita transmissão automática “PowerShift” (uma caixa de câmbio de seis marchas e dupla embreagem); e a outra (com câmbio manual) recebeu a tração “4WD”, que envia em todos os momentos a força do motor para as quatro rodas, distribuindo-as da maneira mais conveniente conforme a maneira de dirigir ou como exijam as condições do piso. Segundo a Ford, com a chegada dos dois modelos, o Ecosport compõe a linha mais completa do segmento no mercado brasileiro, já que são várias as opções de acabamento e tipo de motor e câmbio. O fabricante diz, também, que ambos estão mais econômicos quando comparados à geração anterior.

Desenho futurista, um diferencial do utilitário

Câmbio automático >> Frequentemente utilizadas em carros esportivos de alta performance, as transmissões de dupla embreagem trazem como vantagem maior a rapidez na troca das marchas. Em resumo teórico, funcionam assim: nesse caso do Ecosport (que possui caixa automática de 6 velocidades), as duas embreagens operam de forma independente. Sem interrupção de torque durante as acelerações, as marchas ímpares (1ª, 3ª e 5ª) se intercalam com as pares (2ª, 4ª, 6ª + ré) utilizando um novo padrão de eficiência que demanda muito menos tempo para ocorrer.

FreeStyle 4WD: tração nas 4 rodas permanentemente

 

Enquanto uma marcha está sendo utilizada, a outra já está engatada e pronta para ser usada. Ganho geral fica no conforto, baixo nível de ruído e economia de combustível. O câmbio pode ser usado no modo automático principal “D” com as variações “S” (de Sport) e com trocas manuais feitas na alavanca de câmbio. Não há a opção dos ´paddle shifts´ (borboletas) atrás do volante. O fabricante indica vida útil perfeita dessa transmissão (sem necessidade de manutenção) de 10 anos ou cerca de 240 mil quilômetros.

Bancos em couro e acabamento condizente com o preço

 

Tração nas 4 rodas >> Você talvez questione: quais as vantagens de um carro com tração nas 4 rodas? Esse mecanismo nasceu em ambientes de guerra, obviamente, para habilitar as viaturas a transpor obstáculos com maior desenvoltura. Se o seu caso for de uso estritamente urbano, escolha a opção com tração 4X2 (somente na dianteira, no caso do Eco) que já está de bom tamanho. Nesse lançamento a Ford retoma as iniciais “4WD” (Four Wheel Drive) para indicar essa possibilidade. A transmissão inteligente funciona (por todo o tempo) distribuindo e redistribuindo (sem parar) as melhores condições de tração nos eixos dianteiro e/ou traseiro. O interessante disso é que há (para casos extremos) um seletor no painel que transfere com intensidade bem maior a força para o eixo de trás, chegando a uma razão de 100% somente para a parte posterior do veículo, modo indicado para situações extremas que, muito dificilmente, alguém passará durante a vida útil do carro.

 

Alavanca de câmbio tem botão seletor para o modo “S”

O que mudou? >> Esteticamente as duas novas versões do Ecosport em nada se diferem das que já estão à venda. Evidentemente, o conteúdo é mais amplo. Ambos são equipados com o motor Duratec 2.0 16V Flex (potência máxima de 147 cv e torque de 19,3 kgf.m) e já vêm bem completos, equipados de série com direção elétrica, freios antitravamento ABS, controles de estabilidade e tração (AdvanceTrac), assistente de partida em rampa e de frenagem de emergência. Perceptível é o bom trabalho de isolamento acústico que o Ecosport recebeu, problema crônico da antiga geração, hoje completamente sanado.

Ergonomia bem trabalhada e direção elétrica levíssima

 

Mais econômicos >> Segundo dados técnicos fornecidos pela Ford, o EcoSport PowerShift e o EcoSport 4WD ganharam em  desempenho e se destacam na sustentabilidade, pois ambos têm consumo de combustível classificado com padrão “A” pelo Inmetro.

Suspensão da versão 4X4 é a mais acertada da linha

 

Frigir dos ovos >> O Ecosport agrada? Sim, pois evoluiu. Os concorrentes diretos são o Renault Duster e o Hyundai iX35. O EcoSport PowerShift é disponível em duas versões de acabamento (SE e Titanium) e o 4WD é oferecido exclusivamente na versão FreeStyle. O PowerShift “SE” sai por R$63.390 (preço sugerido, base SP) e o Titanium (que tem grade cromada, rodas aro 16, ar-condicionado digital, partida sem chave, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento e retrovisor eletrocrômico) custa R$70.890. Por mais R$3.700 compra-se os airbags laterais e de cortina e bancos em couro. O 4WD é ofertado por R$ 66.090.

Bem acertado e agora com catálogo completíssimo, o Eco é um dos modelos mais bem ajustados e com níveis de oferta para todos os bolsos. No caso do 4WD, se você gosta de mais segurança em curvas, ele seria a melhor opção, já que principalmente a suspensão traseira é independente e com barra estabilizadora, conferindo maior firmeza no rodar. (Fotos: divulgação)

Deixe seu comentário