18 / 08 / 2015

Com perfil muito mais esportivo, Honda Accord chega à sua 9ª geração com várias mudanças

18_h accord (1)

O Honda Accord parece ter sido projetado para agradar a quem gosta de conforto e confiabilidade mas não está disposto a desembolsar quantias vultosas para isso. A máquina aqui descrita está na sua 9ª geração e continua gerando fãs em todos os mercados onde atua.

18_h accord (2)

Estilo rejuvenesceu e melhorou muito agora na 9ª geração do Honda Accord

18_h accord (3)

Conjunto óptico traz todos os faróis (inclusive os auxiliares) equipados com LEDs

Numa escala comparativa, ele é a próxima compra acima do Honda Civic top de gama e, fora da própria família, concorre no Brasil com sedãs de luxo como, por exemplo, VW Passat, Toyota Camry ou Ford Fusion.

18_h accord (4)

Carroceria do novo Accord 2016 é forjada em aço de alta-ultra-resistência e o capô é de alumínio

O que mudou? >> A Honda Automóveis continua exibindo no seu site brasileiro a versão anterior a esta, já que a chegada desta nova geração ainda não foi anunciada pela marca nipônica aqui no país. A mudança mais impactante do Accord 2016 está no design, agora bem mais rejuvenescido com destaque para o grupo óptico frontal que, nas versões mais caras, além dos faróis principais e lanternas, vêm até com os auxiliares de neblina equipados com LEDs.

18_h accord (5)

Há opções de rodas de liga leve em 18 ou 19 polegadas

18_h accord (6)

Na versão com motor de 6 cilindros, charme extra nas saídas duplas de escapamento

O aspecto externo geral está bem agradável com uma pincelada esportiva que, a meu ver, jamais existiu nas gerações anteriores. O Accord não é mais aquele característico ´carro de tiozão´.

18_h accord (7)

Por dentro >> A arquitetura interna também mudou: os bancos (mesmo na versão de entrada) são bem acabados e com costura de alto refinamento, tanto na qualidade do material, quanto na simetria das emendas. A Honda disponibiliza opções internas em preto, ´marfim´, cinza e também marrom (opções citadas para o mercado norte-americano e que, muitas vezes, diferem-se das que são disponibilizadas para o consumo nacional).

18_h accord (8)

Ergonomia é bem trabalhada e, como item de conforto, para ligar o carro, basta estar com a chave no bolso e apertar um botão no painel

18_h accord (9)

Dependendo da versão, bancos podem vir somente recobertos com tecidos tradicionais ou em couro

Os assentos dianteiros são confortáveis e têm densidade firme nas espumas e tecidos. Há um cuidado nas abas laterais para que os ocupantes não deslizem nas curvas. Detalhe importante destacado pela marca japonesa na apresentação do carro é que os assentos frontais foram projetados para proteger lesões na cabeça, pescoço e coluna dos ocupantes em caso de fortes colisões traseiras. Na parte de trás, dois adultos acomodam-se muito bem. O descansa-braços central, a ergonomia e o assoalho plano ajudam muito no conforto.

18_h accord (10)

Câmera traseira ajuda nas manobras em marcha a ré

Ao volante >> O Accord não é um carro esportivo para ser manipulado com ferocidade, mas não é lerdo. Como eu disse no início, é adequado para quem gosta de silêncio a bordo e não quer ter problema de quebras de motor e câmbio. A robustez e a baixíssima frequência na oficina são dois atrativos desse carro. A Honda o oferece (em todos os mercados) com duas opções de motorização e três tipos de câmbio.

18_h accord (11)

Para facilitar a entrada de bagagens, o assoalho do porta-malas é quase plano

No sedã (esse da matéria, com carroceria em 3 volumes) ele pode vir equipado com motor 2.4 de 4 cilindros e 185 hp ou V6 3.5 de 278 cv. A versão de 4 cilindros pode vir com câmbio manual de 6 marchas ou automático CVT, de trocas continuamente variáveis. Esta, por ser mais “mansa”, privilegia a economia de gasolina. Já o Accord V6 tem comportamento bem arisco para o seu tamanho. Apesar dos 93 cv a mais de potência, o nível de consumo de combustível não é muito maior do que no de 4 cilindros, já que o sistema de gerenciamento de cilindros ajuda a equalizar essa diferença. Em velocidade constante uma unidade eletrônica desliga 3 dos 6 cilindros e o veículo mantém-se estável e mais econômico. Nos EUA há uma versão cupê de 6 cilindros com câmbio manual de 6 marchas.

18_h accord (12)

Duas são as motorizações disponíveis: 2.4 de 4 cilindros e 185 cv ou 3.5 V6 de 278 hp, ambas à gasolina

Enfim… >> Para quem deseja mais discrição, o Accord chamará muito menos atenção do que um BMW Série 5, por exemplo, e custa menos oferecendo um excepcional pacote de tecnologia. O modelo vem com câmera frontal e traseira e também no retrovisor; sistema de som associado (via tela no painel) com pacote completo de informações, entretenimento e navegação (compatível com produtos Apple e outros Androids), tem freios a disco nas quatro rodas com auxiliares de controle de tração e estabilidade, carroceria forjada em aço de alta-ultra-resistência, capô em alumínio e oferece como (talvez) o seu maior trunfo, um silêncio impressionante a bordo, já que o nível de ruído é dos menores do segmento.

18_h accord (13)

Além de luz de seta incorporada aos retrovisores, há uma câmera instalada para melhorar a visibilidade eliminando pontos cegos

Nos mimos extras, destaco a chave inteligente (para abrir e trancar as portas e ligar o motor ate à distância), a ergonomia bem trabalhada e o estilo que não envelhece com rapidez. Ótima máquina nesse segmento. (Fotos: divulgação)

18_h accord (14)

1 Comentário

  1. nelson disse:

    até os americanos ja sabem fazer carros bonitos, mas os japoneses ??

Deixe seu comentário