17 / 05 / 2018

Volvo mantém ofensiva rumo a eletrificação

A marca sueca Volvo Cars está, de fato, focada no seu projeto de eletrificação de todos os modelos nos próximos anos. A empresa anunciou nesta quinta-feira (17/5) que o seu novo sedã S60 – que será lançado mundialmente em breve – será o primeiro Volvo a ser produzido sem a oferta de um motor movido a óleo diesel, destacando o compromisso da fabricante com um futuro que irá além das ofertas dos propulsores de combustão tradicional.

Pra já >> Os carros da Volvo lançados a partir de 2019, estarão disponíveis com trens de força combinados com motores híbridos + gasolina, híbrido plug-in (que necessita de recarga numa tomada) + gasolina e veículo puramente elétrico alimentado por bateria. Essa é a estratégia de eletrificação mais abrangente da indústria automobilística e a Volvo Cars foi a primeira montadora a se comprometer com esse tipo de projeto desde julho de 2017.

17_vc 60 (2)

Opinião >> “Nosso futuro é elétrico e não vamos mais desenvolver uma nova geração de motores a diesel. Vamos descontinuar os carros apenas com motor de combustão interna, com versões híbridas a gasolina como opção de transição à medida que avançamos para a eletrificação total. O novo S60 representa o próximo passo nesse compromisso”, afirmou Håkan Samuelsson, presidente e CEO da empresa.

17_vc 60 (3)

Perspectivas >> Em abril passado, a Volvo Cars reforçou a sua estratégia ao trabalhar para que carros totalmente elétricos representem 50% de suas vendas globais até 2025. O anúncio foi feito no Salão do Automóvel de Pequim, posicionando a marca como um poderoso concorrente na China, maior mercado do mundo de carros elétricos. O sedã médio de luxo S60 será construído sobre a plataforma modular SPA, que também sustenta os carros da Série 90 e 60. O novo S60 estará inicialmente disponível com uma gama de motores a gasolina Drive-E de quatro cilindros, além de duas versões híbridas plug-in a gasolina. A produção do S60 será feita de forma exclusiva na nova fábrica da Volvo Cars em Charleston, Carolina do Sul, Estados Unidos. (Fotos: divulgação) 

Deixe seu comentário